Teste do Chapéu Seletor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Time Turner em Dom Fev 14, 2016 3:35 am


/// Teste do Chapéu Seletor
     three turns should do it // Time Turner RPG
Chapéu que seleciona a casa que os estudantes irão participar. Era, originalmente, o chapéu de bruxo de Godrico Gryffindor, o fundador da Grifinória. O chapéu foi enfeitiçado pelos quatro fundadores, de forma que possuísse inteligência.

+ O teste do Chapéu Seletor deve ser postado neste tópico e será avaliado de acordo a suas respostas.
+ Ele  conta com cinco questões, elas necessitam um pouco de raciocínio para serem respondidas.
+ Respostas que forem zoeiras ou de mal-gosto não são permitidas, o teste é algo que deve ser levado a sério.
+ Se possuir uma casa em especial, ponha em observação no final do template. Coloque em itálico para que possamos diferenciar.
+ O teste é inspirado no teste do Pottermore.

Formulário do Chapéu Seletor

Código:
<center><div style="background-color:#fff; border: solid 1px #777; padding: 5px; overflow: auto; color: #404040; width: 500px;"><div style="font-family: garamond; padding-right: 10px; color:#4F4F4F ; font-size: 40px; text-align: right; letter-spacing: -1px; text-transform: lowercase; font-style: italic; text-shadow: 1px 0px 1px black; position: relative; top: 10px;"></div><div style="text-align: justify; font-family: verdana; color:#333; font-size: 9px; width:800; padding: 16px; letter-spacing: 1px;"><span style="float:left; width:48px; font-family: arial; font-size:40px; text-transform:uppercase; line-height:48px; color: orange;">❝</span><br /><b>Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?</b>

<b>Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.</b>

<b>Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?</b>

<b>Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?</b>

<b>Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?</b>

<span style="float:right; width:48px; font-family: arial; font-size:40px; text-transform:uppercase; line-height:48px; color: orange;">❞</span></div></div></center>
time turner
<
avatar
Mensagens : 279
Data de inscrição : 12/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Hope R. Stonkovich em Ter Fev 16, 2016 4:50 am

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?
Escolheria cair da torre alta


Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Adorável
Honesta
Perspicaz
Liderança
Sensível
Harmonia
Orgulhosa
Teimosa
Competitiva
Perfeccionista
Pacificadora
Trabalhadora
Paciente
Sem modéstia

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Escolheria a pedra da ressurreição, pois com essa pedra poderei ajudar as pessoas a reviver indivíduos que elas amam e fora que eu adoro ajudar as pessoas e eu poderia usar elas para trazer de volta a vida alguém que eu amo.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto? Eu procuraria ler o máximo de livros e fazer as passes com as pessoas que eu briguei por alguma razão, e fora que eu viveria mais intensamente.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca? Eu não tenho muito a oferecer, só agradecer, me considero uma bruxa portadora de qualidades e defeitos, me sinto feliz por ser altruísta, por ser inteligente, por ser ousada , audaciosa e ambiciosa, eu gosto sempre de me destacar nos estudos e isso que me diferencia no final.


x Deve se responder todas perguntas.

JA Respondi todas as perguntas
<
avatar
Mensagens : 4
Data de inscrição : 16/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Time Turner em Sex Fev 19, 2016 9:12 pm


// Chapéu Seletor Atualizado //
// 19 de Fevereiro, 2016 //
<
avatar
Mensagens : 279
Data de inscrição : 12/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Harry Köhler Bjørhovde em Sex Fev 19, 2016 11:43 pm

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

Escolheria permanecer na câmara durante dias, adquirindo mais dias de vida onde poderia refletir sobre meus feitos. Em meu leito de morte cairia pela torre, onde poderia ter uma morte bela e uma vida prolongada.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Mesmo que seja bastante evasivo, mantém algumas amizades. É ansioso, ao ponto que sempre escreve com agilidade em seu caderno.Pequeno, porém erudito. Além do mais, tem uma personalidade bem exótica. Não pode confiar nele, é desleal e bastante escroto. Possui uma coleção de objetos não-trouxas, qualquer coisa na qual trouxas nunca tenham tocado estão guardados em um baú em seu quarto, este móvel esta lacrado por um cadeado. Os objetos que ainda não possui estão em recortes de imagens dentro de um caderno, os retira uma vez ao mês.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

A Capa da Invisibilidade, este item pode me levar para onde eu queira.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Saberia que se trata de uma baboseira, nunca que acreditaria em uma lenda popular sobre este presságio de morte. Eu levaria minha vida normalmente, ignorando o acontecimento.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Por que, existindo alguém como eu, outros bruxos se destacariam?



SLYTHERIN
<
avatar
Mensagens : 27
Data de inscrição : 19/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Hope R. Stonkovich em Sab Fev 20, 2016 1:06 am

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?
Escolheria cair da torre alta


Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.


Adorável
Honesta
Perspicaz
Liderança
Sensível
Harmonia
Orgulhosa
Teimosa
Competitiva
Perfeccionista
Pacificadora
Trabalhadora
Paciente
Sem modéstia

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Escolheria a pedra da ressurreição, pois com essa pedra poderei ajudar as pessoas a reviver indivíduos que elas amam e fora que eu adoro ajudar as pessoas e eu poderia usar elas para trazer de volta a vida alguém que eu amo.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto? Eu procuraria ler o máximo de livros e fazer as passes com as pessoas que eu briguei por alguma razão, e fora que eu viveria mais intensamente.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca? Eu não tenho muito a oferecer, só agradecer, me considero uma bruxa portadora de qualidades e defeitos, me sinto feliz por ser altruísta, por ser inteligente, por ser ousada , audaciosa e ambiciosa, eu gosto sempre de me destacar nos estudos e isso que me diferencia no final.


GRYFFINDOR
<
avatar
Mensagens : 4
Data de inscrição : 16/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo


Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?
Prefiriria arriscar no quarto escuro, porque, na realidade, apenas não há solução para a morte, até onde eu saiba.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.
à começar pela Malícia e Audácia, ludibriada pelos ensinamentos peculiares da família, o que lhe faz ambígua em ser insonte e maligna, ao mesmo tempo errônea nos padrões da moralidade.  Outras características que definem-na são: Erudita. Egoísta. Complexa. Hilária. Sensata. Assíduo. Sublime. De caráter elevado dos demais, noutras palavras, superior.  Atípica.  Ansiosa.  Detém certa estranheza ao ser apática e sociável mutuamente, afinal, com os que são definíveis por escória da sociedade, prefere não manter o mínimo contato, até mesmo visual, mas aos que são igualmente de sangue puro como Charlotte, esta os mantém próximos.  Desse modo, possui um certo ar de altivez indubitável aos olhos alheios, sem negar sua superioridade, e a cultivar certo egocentrismo.  
Bem, eis a personalidade caótica de Charlotte e contemplem-na.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?
Bem, sou uma Schoenberg e algo que o patriarca da nossa família, esta família mui nobre e – com certa altivez – de linhagem pura, proferiria que não devemos nos contentar com pouquíssimo. E à se ressaltar que não sou comum e sim melhor que a maioria dos bruxos, não me contentaria apenas com uma relíquia, e ao buscar pelas demais, triunfaria.  No entanto, já que estamos a falar dessa situação hipotética, eu escolheria pela Capa da Invisibilidade, pois iria me auxiliar a encontrar as demais e a me esconder quando uma ameça tornar-se iminente, portanto, estaria a me ajudar a angariar mais poder.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?
Caso estivesse cercada de meus amigos, em meus lábios delineariam um sorriso de escárnio e, com desdém, zombaria de quaisquer possibilidades de minha morte.  Quando sozinha, procuraria saber a respeito e, caso viesse a acreditar nesta história infantil, mataria cada pessoa da minha prece noturna - Nem ousem me chamar de Arya Stark, essa piada trouxa incoerente que tardei a entender-, à começar pelos assassinos dos meus progenitores.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?
É realmente necessário que eu responda? Achei que a resposta fosse vísivel.  Olhe para mim.  É quase como se eu fosse a personificação humana de algum ser divino, de tanta perfeição que detenho. A minha tia Arabella costuma falar que, se pudesse, me impediria de ver ou ter de compartilhar o mesmo oxigênio dos seres inferiores – mestiços, impuros, afins -, mas a realidade é que gosto da existência deles, porque fazem eu me recordar o quão grata sou por ser, bem, eu.
Então, suponho que eu me destacaria por ser uma bela telespectadora desse circo dos horrores que a escória da sociedade bruxa,o nosso câncer, compõe.



SLYTHERIN
<
avatar
Mensagens : 12
Data de inscrição : 20/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo


Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

O quarto escuro.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Timidez
Honesto
Leal
Corajoso
Sociável
Vitorioso
Competitivo
Ativo
Forte
Lutador
Sensível
Amigável
Ingenuou
Curioso
Indeciso
Complexo
Encantador
Leve
Despreocupado
Ajudante
Persistente

Chata deve ser aquele que a vida só pode ser descrita em vinte palavras.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Eu escolheria a Varinha das Varinhas pois só assim poderia proteger aqueles que amo.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Viveria todos os momentos como se fosse o último, nunca me afastando dos meus verdadeiros amigos.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Pois acredito que sou um dos poucos que ainda alimenta aquele sentimento de família quase extinto no mundo.



HUFFLEPUFF


I'm starting to think one day I'll tell
the story of us


P.S: Quem souber quem fez essa sign me avisar.
<
avatar
Mensagens : 10
Data de inscrição : 20/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Alexa Bahr Aichelburg em Dom Fev 21, 2016 6:52 pm

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

Considerando que uma das opções me renderia uma morte certa, escolheria a porta que leva ao quarto escuro. Desta forma, poderia analisar melhor minha situação e pensar em quaisquer soluções para o problema de estar presa no quarto.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

— Para aqueles que não a conhecem, Alexa pode aparentar ser uma pessoa apática (em determinadas situações, ela realmente o é). É, todavia, um equívoco. O convívio com a garota revela uma Alexa curiosa, adoravelmente teimosa e bastante sedenta por conhecimento, além de sociável. Consideravelmente complexa, erudita, bastante criativa e sensata para a pouca idade que possui. Detém uma incrível capacidade para a análise crítica, tendendo a fazê-la com algidez, de maneira imparcial e possui um forte senso de justiça, além de permitir-se uma audácia sem igual em discussões. Pode apresentar timidez, demonstrar-se confusa, ansiosa, ou mesmo inocente (especialmente contextos ou assuntos que não lhe são favoráveis); costuma agir de maneira atípica, mas é sempre sucinta, uma vez que rodeios a irritam de maneira pungente.

 
Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Certamente, a Capa da Invisibilidade. Minha curiosidade me leva a certas situações, que gostaria realmente de evitar - mas ainda ser capaz de alimentar o monstrinho ávido por informações que eu chamo de cérebro.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Creio que tentaria ler o máximo que conseguisse no curto período de tempo que me restasse (minha família não é dada ao sentimentalismo, e tenho poucos que posso chamar de amigos, para estes, eu escreveria cartas para me despedir). Talvez tentasse finalizar qualquer grande projeto que poderia fazer algum bem ao mundo, caso pudesse conciliar ambos.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

É um tanto complexo definir o "porquê" de um individuo se destacar sem que o mesmo esteja introduzido em um contexto. Alguns se destacam no meio acadêmico, outros pela destreza em esportes, alguns pelo carisma, uns pela capacidade que possuem em fazer alguma diferença na vida de alguém, ou por grandes feitos que são capazes de realizar. Diria que, no âmbito familiar, me destaco como sendo um "exemplo", no que diz respeito da conduta em geral; na vida acadêmica, no entanto, me destaco pela facilidade de aprendizado, pelas boas notas, boa conduta e no quão focada em meus objetivos sou. De uma maneira mais abrangente, diria que poderia destacar-me pela forma que penso,  considerando ter apenas 11 anos.



RAVENCLAW
<
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 21/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Arandora Loreal M'amour em Dom Fev 21, 2016 8:04 pm

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

Eu escolheria permanecer da câmara até que fosse possível bolar uma boa saída para esta situação, mesmo que durasse um bom tempo, o silêncio me auxiliaria em pensar e eu poderia pensar em uma forma de não ser fardada a escuridão eterna ou a morte.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Apesar de sua timidez, é uma garota muito honesta com aqueles que se sente próxima, um número bem pequeno de pessoas que Arandora tem coragem de depositar a sua confiança. Não é ingênua, sabe da malícia humana e como a identificar, um dos pontos que difere de muitas garotas da sua idade é o fato de ser uma menina sensata.

Aqueles que pretendem se aventurar em sua vida devem saber que ela é confusa, poderia listar os seus problemas em um caderno, entretanto sabia que seria algo impossível, além disto, ninguém teria esta audácia de irritar alguém como Arandora.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Escolheria a capa da invisibilidade, pois os donos dos outros itens sofrem as consequências de os possuir. Nenhum dos dois irmãos se saiu bem lidando com estes objetos, acredito que seria nocivos para mim.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Eu me negaria deixar ser afetada por um presságio da morte, trata-se de algo ilógico, deixaria o acontecimento para contar aos meus filhos e os dar este exemplo.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Minha forma de pensar é diferente dos outros bruxos, acredito que alguns rótulos devem ter outro significado e que a magia deveria ser aproveitada de outra forma.



RAVENCLAW
<
avatar
Mensagens : 7
Data de inscrição : 20/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Uriel Hertz Broodmen em Seg Fev 22, 2016 8:06 am

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

Eu iria escolher cair pela torre alta.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Lately, I've been, I've been losing sleep
Dreaming about the things that we could be
But baby, I've been, I've been praying hard
Said, no more counting dollars
We'll be counting stars
Yeah we'll be counting stars

I see this life like a swinging vine
Swing my heart across the line
And my face is flashing signs
Seek it out and you shall find
Old, but I'm not that old
Young, but I'm not that bold
I don't think the world is sold
I'm just doing what we're told

I feel something so right
Doing the wrong thing
I feel something so wrong
Doing the right thing
I couldn't lie, couldn't lie, couldn't lie
Everything that kills me makes me feel alive

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Pedra da Ressurreição, assim eu poderia trazer de volta meus entes queridos e ajudar pessoas a terem suas pessoas amadas de volta.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Iria aproveitar minha vida ao máximo, tentar ficar próximo de meus amigos e família durante todo este tempo.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Eu tenho bastante a oferecer, sou um bruxo altruísta e muito inteligente comparados com aqueles de minha idade.


GRYFFINDOR
<
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 22/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Levi Jägger Ackermann em Seg Fev 22, 2016 11:13 am



Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?


Uma pergunta um tanto quanto intrigante, pois ao escolher quarto escuro ficarei em um, talvez, confinamento eterno, mas caso eu opte por noutro caminho, estarei em uma queda livre em alta velocidade, a qual não recuperaria ao atingir o solo ou algo. Então, escolheria, obviamente, o quarto sem qualquer iluminação, porque mesmo estando solitário e no escuro, a minha vida é muito valiosa para ser perdida caindo de uma torre.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Talvez descrever a personalidade de Peter seja um trabalho mais difícil existente, pois sua forma de pensamento, de como agir, de como comunicar varia quase instante para o outro. Isso é um dos males do ser bipolar que o mesmo é, ninguém nunca saberá no que fará no segundo seguinte, porque nunca costuma ser previsível. Talvez o que mais destaque é o ser irônico, sempre sarcástico e gozando da situação ou dos outros. É frígido, o que faz é só por si, nunca deixaria de fazer alguma coisa por outra pessoa. É atento, preza pela atenção, seja voltada para si ou para os outros – no que eles dizem e/ou fazem-, sempre um observador calculista. É dotado de uma mente poluída, a malícia vem acompanha da maioria de suas falas, se não todas. É egoísta, tudo é voltado ao jovem Peter, o mundo, o universo, todas as coisas. Seu ego é quase tão grande quanto o próprio o universo. Dizem que é hilário, porém somente algumas pessoas afirmam isso, essas que possuem um humor um tanto quanto excêntrico, ou até mesmo, humor negro. Uns o consideram confuso por não compreenderem a forma de pensamento do garoto que tende a modificar rapidamente, além de que a mesma só “refere-se” a ele mesmo. É caótico, simplesmente ama brigas, confrontos, participando delas ou não. Injusto, atacaria uma pessoa pela as costas se pudesse e/ou tivesse oportunidade. O seu desejo, seu anseio, sua vontade por adquirir poder é tão grande, a ambição quase o consome.


Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Sem receio nenhum sobre a escolha, optaria pela a Capa da Invisibilidade. Peter é um jovem que vive só, é antissocial, e tem a preferencia de manter-se sem visibilidade, assim, a Relíquia da Morte teria essa funcionalidade, escondê-lo de “tudo” e “todos”, ser discreto e imperceptível a olho nu.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Meu corpo estaria repousado sobre alguma coisa, talvez a cama ou uma cadeira. Em meus claros olhos vislumbrariam a escuridão que me cercaria, tentando enxergar alguma deformidade nas sombras, alguma cosia que me chamasse a atenção para ocupar-me enquanto morreria de tédio, mas  sentindo a gélida solidão que tanto amo; meus finos lábios roseados teria lapidado um sorriso de pura ironia, sarcasmo e, até mesmo malícia, zombando da situação e o que aconteceria em seguida.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Porque nunca nascerá alguém com a mesma personalidade irritante que tenho, mas de perspicácia notável, intelecto invejável. Talvez um deus em meio a reles mortais de carne podre.


RAVENCLAW


Levi Jägger Ackermann


<
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 19/02/2016
Localização : Em nenhum lugar, oras.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Juan Stefler Jones em Ter Fev 23, 2016 11:20 pm

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?
A do quarto escuro

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.
A depender de mim
Os psicanalistas estão fritos
Eu mesmo é que resolvo os meus conflitos
Com aspirina, amor ou com cachaça
Os gritos todos virarão fumaça
A dor é coisa que dói e que passa
Curar feridas só o tempo há de dizer.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?
Capa da invisibilidade pois assim poderia embarcar em uma viajem invisível pegando as outras a salvo sem ninguém perceber

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?
Ficaria atento a qualquer sinal assim podendo aumentar minha defesa

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?
Por saber a hora certa de brincar e ser frio,sendo na maioria das vezes frio.


GRYFFINDOR
<
avatar
Mensagens : 1
Data de inscrição : 23/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Loki Skarholm em Qua Fev 24, 2016 3:25 am

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?
Cair da torre, afinal, é apenas usar o feitiço " Aresto Momentum" na hora que estiver chegando perto do chão, já que não há especificação se ela estaria ou não com a varinha em mãos.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra. Foi criada em uma estranha vila, moradia dos bruxos mais estranhos que possam existir. Eles acreditavam em Odin, logo Valhala tornou-se a noção de morrer com suas armas na mão e seguir um humano dotado da sabedoria infinita, capaz de sacrifícios para conseguir sua inteligência, confundido com Deuses.

Como uma criança cegueta , ou melhor, literalmente cega, para acalmar os Deuses teve de ser batizada como Loki, o tio das zueiras, afinal, ele ajudou no assassinato de um dos deuses. E com a cegueira os sentidos afloram de forma espetacular. Não! ela não é  um demolidor da vida, mas ao menos consigue entender as pessoas de uma forma que ninguém jamais conseguiu.

Por conhecer muito mal o inglês creio que seja Sucinta no que queria dizer, o que passa a impressão de ser uma pessoa mandona. Ao menos em Hogwarts tem um propósito: Fazer uso daqueles livros em Brailë que foram obrigados a comprar pelo governo já que ela é Leitora ávida, o que torna seus pensamentos caóticos, a propósito, ela já lhe contou a teoria do Caos?

Talvez por uma herança de seus ancestrais - afinal, ela é uma Fárbautidottír, de acordo com as tradições locais - , Loki é uma rebelde sem causa, por mais que clichê que isso possa soar. Sarcástica, Irônica, sempre com um sorriso que aparenta esconder umsegredo. Seus olhos inúteis abrem espaço para seu cérebro e sua estranha sabedora que poderia ser comparada com a cabeça decepada de Mimmír. Mas apesar de tudo ainda é ingênua em seu modo de pensar.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?
Capa da invisibilidade. A única coisa útil. Afinal, a varinha atrai a morte e teria o mesmo efeito de uma varinha comum na realização de muitos feitiços. A pedra apenas atrai tristezas e os demônios do passado. Com a capa muitas coisas se tornam possíveis, podendo ser usada tanto para o bem quanto para o mal.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?
Não acredita em tais superstições de cachorros negros trazendo a morte, são estúpidas, ilógicas. Apenas riria na cara do animal, talvez rosnasse apenas para que ele se afastasse.

Sinistros em sua humilde religião refere-se apenas a Hati e Skoll, os lobos que vão começar o Ragnarok (apocalipse), portanto, obviamente, todo mundo estaria sabendo de sua morte próxima. Nesse caso ocuparia sua posição de estrategista com normalidade. Apenas mais um dia comum na terra da liberdade.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?
Sua cegueira não tem cura por nenhum feitiço ou poção, talvez fisicamente isso a destacasse de todos os estranhos que possa encontrar no caminho. Mas seu modo de pensar é completamente diferente pois sua forma de enxergar o mundo possui certa modificação. Ela divide as pessoas pela quantidade de inteligência que cada um possui, adaptando-se ao conteúdo que aquela pessoa possa fornecer, afinal, até mesmo o mais burro dos burros possui algum macete escondido. Capaz de se adaptar, o seu destaque é não se destacar, camuflar-se nas mais diferentes situações do dia a dia. E não pense nisso como algo leviano. Ao camuflar-se manipulações se tornam mais fáceis, pois ninguém jamais irá suspeitar ou notar a cega baixinha na escuridão.




SLYTHERIN
<
avatar
Mensagens : 2
Data de inscrição : 24/02/2016
Loki SkarholmSlytherin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por M. Abby Berhart em Qui Fev 25, 2016 7:02 pm

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

Mesmo com um grande pavor de solidão, eu escolheria o quarto escuro, mas ficando isolada sinto que cair pela torre alta não seria uma escolha inteligente de minha parte.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

1 Timidez
2 Sociável
3 Amigável
4 Familiar
5 Amável
6 Adorável
7 Altruísta
8 Brilhante
9 Estranha
10 Interessante

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Escolheria a Capa da Invisibilidade, assim poderia a usar para proteger aqueles que amo, com este item eu poderia ir para lugares maravilhosos que nunca antes pisaria.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Aproveitaria todos momentos, ficando sempre perto daqueles que amo para criar novas memorias antes que eu me fosse.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Não busco me destacar, cada um de nós temos nossas qualidades e juntos nos completamos.


HUFFLEPUFF


BEAUTIFUL GIRL
MARY ABBY
The gleam in your eyes is so familiar, a gleam. And I know it's true that visions are seldom all they seem. But if I know you, I know what you'll do, You'll love me at once, The way you did once upon a dream.
<
avatar
Mensagens : 12
Data de inscrição : 25/02/2016
M. Abby BerhartHufflepuff

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Lillith Startand Corvolew em Sex Fev 26, 2016 12:06 am

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

Possivelmente acabaria escolhendo seguir pela porta do quarto escuro, afinal de contas, quem sabe por lá eu não acharia algo que poderia me ajudar a sair do restante da situação. Você acaba de me dizer que :"Você não vai poder voltar". Mas ei, não falou nada de que não poderei seguir em frente...Quem sabe não tem, uma saída em algum canto do quarto não é mesmo?

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Ah Santo Merlin! Me digam, por qual raios de razão sempre querem saber a minha autoavaliação? Vocês não fazem a mínima ideia de como isso é complicado. Não! Eu não sei exatamente o que dizer sobre, não sei qual seria a resposta correta para um pergunta como essa e o fato de ter de me analisar para outra pessoa me um tanto incomodada, mas tudo bem, tudo bem, vamos tentar...
Eu sou uma pessoa que se mantém atenta em pequenos detalhes, sou do tipo calada pois minha mãe sempre me ensinou que os que menos se pronunciam quase sempre são os que perseveram no final, mas acabo virando uma bomba quando brava. Não sou uma garota de muitos amigos, portanto, posso dizer que sou um pouco sozinha, mas os poucos amigos que tenho acabo sendo fiel e protejo de tudo que possa afeta-los de maneira ruim.
Será que já esta bom para você? Ainda não?! Bem, o que posso dizer, até o momento, para complementar é que sou mandona, chata, e tenho a ambição correndo em minhas veias.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Bem, provável que iria escolher a capa de invisibilidade, pois coma possibilidade de ficar invisível me encanta e desperta alguns desejos pessoais.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Antes de lhe responder, gostaria de lhe fazer uma pergunta...Para que eu iria querer saber quando a morte me "visitaria"? Bem, acredito que a vida acaba sendo um tanto sem graça para aqueles que sabem quando a morte vem lhe buscar, portanto, eu evitaria chegar em uma informação como essa, mas como a vossa pergunta não pode ser contrariada... Eu tentaria atrasar esse momento ao máximo.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Destaque? Eu me destacando? Não. Não preciso me destacar, isso não iria me trazer vantagens e além do mais, o "destaque" me deixaria vulnerável, assim, atrapalhando o rumo que minha vida tomaria e estragaria alguns planos pessoais...


HUFFLEPUFF
<
avatar
Mensagens : 6
Data de inscrição : 25/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Angel S. Wittelsbach em Sex Fev 26, 2016 3:27 am

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?
Pela a sua curiosidade incontrolável seguiria pela o quarto escuro, não está especificado que encontraria algo ruim, algo que a atacaria e lhe tiraria a vida. Então iria fazer aquilo que condiz com o momento, se tem que escolher entre a morte de certeira e uma possível morte, ela escolheria a possível morte.
 
Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.
Apesar da tradução de seu nome ser anjo, angel está longe de ser uma:
Ela é uma pessoa indecifrável, não à palavras ao certo para defini-la; aquela que está mais próxima  representa-la é o "irritadiça", todos conseguem a tirar do sério quando querem, cutucam sua curiosidade e a provocam. Na maioria do tempo ela sempre demonstra seu lado irônico e malicioso. Encanta como ela é segura de si. sempre encontra argumentos para se defender daqueles que julgam os seus defeitos, qual a mesma diz não der, afirma ela ser aliada da perfeição. A bipolaridade está presente no dia-a-dia, horas se mantém amiga e zoeira outras desconfiada e maldosa, impossível saber como acordará.
 
Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?
Varinha das varinhas chama a sua atenção, não pode negar. Ter poder a mais do que já tem é mais do que um bruxo almeja. Só que sua escolha é a capa da invisibilidade, tirar a vantagem de se esconder nos momentos de apuros e saber que com a ajuda da capa poder descobrir segredos de meus inimigos faz seus olhos brilharem..

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?
Recusaria acreditar e tal asneira, de começo diria algo possivelmente maldoso, porém se passar acreditar; sua primeira ação seria correr atrás do tempo perdido, reconciliamento com os seus pais, deixando seu orgulho de lado.
 
Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?
(Porque sou a diferentona, a Melody das Maisa's, a loira do tchan. )
Ela se destaca por ser uma pessoa tão intrigante e maldosa quando quer. Poucos acreditariam no potencial da garota de madeixas loiras com sorriso inigualável.



SLYTHERIN
<
avatar
Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Robert S. Winchester em Sex Fev 26, 2016 7:10 pm
Formulário do Chapéu Seletor



Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?
Eu escolheria cair da torre alta.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.
Extremamente hábil em tudo o que faz, inteligente, atento, esperto e absurdamente frio e calculista, podendo pensar em tudo com grande astúcia e com uma facilidade assustadora. É extremamente arrogante com alguns mas amigável com outros, acredita que amizade é um atraso, mas que vinculos de beneficio mutuo é interessante. Tem um gênio que pode ser considerado difícil de se conviver, por ser rude e arrogante, às vezes até mesmo com aqueles considerados de seu meio social, mas pode ser amigável com determinada pessoal, se dispertar interesse na mesma. Não conhecendo o real significado da palavra amizade, podendo ser cruel e sem compaixão com aqueles que considera seu inimigo.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?
A varinha das Varinhas, por ela ser o simbolo máximo de poder absoluto.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?
Tentaria evitar de toda maneira possível.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?
Por que eu sou simplesmente o melhor! Por que estou destinado a ser o maior e mais poderoso bruxo da história e meus feitos serão lembrados através das gerações.



GRYFFINDOR
<
avatar
Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/02/2016
Localização : Nenhum lugar em particular

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Albert O'neil Worth em Sab Fev 27, 2016 4:16 am

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

Escolheria o quarto escuro, desbravaria a escuridão em busca de uma saída lógica daquele lugar, a cima de tudo, eu não perderia a fé e esperança.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Como se pode descrever a perfeição usando apenas vinte palavras com sete letras cada?

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

Eu desejaria a Capa da Invisibilidade; Serviria tanto para mim quanto para meus filhos.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Evitaria minha morte, nenhuma morte é inevitável.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Sou mais corajoso e honrado que todos ao meu redor, mas se destacar não significa ser melhor que eles.

<
avatar
Mensagens : 2
Data de inscrição : 27/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Adolf Kohl Hiedler em Sab Fev 27, 2016 4:20 am

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?

De um lado está a morte certa e quem seria o tolo de morrer assim, por nada? Claro que existem pessoas que dizem que este seria um ato de coragem, mas penso diferente. Não vejo nada além de covardia. Quero dizer, quem disse que você não pode voltar? Um dia pode ocorrer um deslize de quem toma conta dali ou então você encontra um jeito de sair. Nada é impossível para quem tem cérebro, é só se esforçar, pelo menos, dois por cento mais que o normal. Então, sem mais rodeios: Escolheria a porta para o quarto escuro.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.

Sabe, minha mãe costuma dizer que minha ironia é irritante, principalmente quando é carregada com meu sotaque. Contudo, lido com praticamente tudo usando o sarcasmo e ironia - herança de meu pai, talvez -, ou seja, mamãe me acha irritante quase 100% do tempo. Sou curioso e tenho sede de conhecimento, com isso, me tornei uma pessoa bem criativa, sempre experimentando coisas novas e tentando fazer experimentos no meu quarto. Costumo estar atento a tudo e todos ao meu redor, mantendo minha mente sempre alerta. Okay, você provavelmente deve pensar que sou isolado socialmente, mas muito pelo contrário, sou até bem sociável, divertido e engraçado. Quero dizer, dizem por ai que minhas piadas são horrorosas, mas não tenho culpa dessas pessoas não entenderem a mente de um gênio, não é mesmo? Eu falo isso por aqui, mas até que sou bem modesto, não gosto de sair por aí dando uma de sabichão. Inteligencia não é para ser mostrada e sim executada. Gosto de pessoas inteligentes, me atraem muito mais do que um rostinho bonito. Me considero maduro para minha idade, apesar de gostar de jogar com a minha mente e a mente das pessoas. É divertido.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?

A primeira relíquia que descartei foi a Pedra da Ressurreição. Quem está morto, está morto e não tem motivos para mudar isso. Quanto a Varinha das Varinhas, na minha opinião, quem tem inteligência e sabe como usá-la, não precisa da mesma. Claro que é um artefato extremamente valioso, mas chamaria muita atenção. Você acabaria morto muito cedo e, por isso, minha escolha é a Capa da Invisibilidade. Para mim, a relíquia mais útil das três.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Se, hipoteticamente, isso acontecesse, leria tudo que pudesse a respeito do assunto e fecharia brechas da minha vida para que tal pudesse acontecer, mas se não encontrasse nada, usaria minha Capa da Invisibilidade, afinal, é para isso que ela foi feita, não? Driblar a morte.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?

Acredito que muitos bruxos no mundo estão sedentos por poder ou preocupados demais com regras de conduta que a sociedade praticamente joga na nossa cara. Eu não ligo para isso. Sou sangue puro, minha família é totalmente preconceituosa, mas para que eu vou perder tempo insultando alguém ou fazendo mal a alguém simplesmente por ele não ter um sangue puro? Burrice, na minha opinião. Para mim, pessoas que fazem isso, são mimados e totalmente inseguros. Muitos não sabem nem como fazer a poção mais básica que nos é ensinado. Eu penso que: Do que vale um nome, um sangue ou poder se você não tem absolutamente nada na cabeça? Inteligência, queridos. Inteligência é a chave para tudo.

<
avatar
Mensagens : 3
Data de inscrição : 19/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Olivia Blackthorn em Dom Mar 06, 2016 7:50 pm

Você esta em uma câmara, existem duas portas, uma lhe leva para um quarto escuro no qual não vai poder voltar, já a outra, o faz cair de uma torre alta. Qual escolheria?
Diante das nada apreciativas opções a se escolher- e, particularmente, eu desgosto imensamente do ato carregado de responsabilidade que é fazer uma escolha- só há, de meu ponto de vista (julgado por meu cérebro racionalmente como correto, ou eu não o teria aderido) uma alternativa destinada aqueles que não apresentam qualquer indício de tendências suicidas: adentrar o quarto escuro.
Visto que uma das opções levará à eminente morte, a segunda opção parece mais viável, já que pode vir a oferecer uma nova alternativa. Está escuro no interior do cômodo e, desde a antiguidade os homens temem o escuro. Mas talvez seja simplesmente pelo fato de que não conhecem o que o escuro guarda. E se, neste caso- atente-se para o fato de que sou humana também e é de minha natureza temer o desconhecido e incerto- o escuro guarda a saída? Qual era mesmo a pergunta?
Ah, sim, eu escolheria a porta que me levaria ao quarto escuro.

Se descreva usando vinte palavras, porém, todas elas devem possuir apenas sete letras e nenhuma deve ser sinônimo da outra.
É um equívoco tentar descrever a personalidade notável de Olivia Blackthorn com míseras palavras. Trata-se de uma figura atípica. Quem não a conhece muito bem, estando a analisá-la num dia comum, diria que a menina é uma criança apática, soturna até. Desafortunada, a ela foram atribuídas características como timidez, ao menos momentaneamente. Isso faz dela calada e não muito aberta a contatos. No entanto, basta que se estabeleça uma forte confiança para que a faceta repleta de alegria apareça, acompanhando os muitos sorrisos e olhares joviais.
É curiosa, cordial e erudita. Uma excepcional leitora e tem na escrita uma forma de confessionário.
É sincera, mantém sua palavra antes de mais nada e justiça lhe é um grande bem. No entanto, mantém-se neutral diante de situações críticas, buscando encontrar na lucidez a resposta para todos os problemas. Alguns dizem que é em partes confusa, mas em contrapartida há aqueles que a julguem dona de uma forte personalidade animosa. É valente, e até teimosa por muitas e muitas vezes.
O fato é que Olivia é ligeiramente volúvel. E isso, meu caro, torna impossível prever como ela estará hoje. E ainda mais amanhã.

Entre as Relíquias da Morte (A Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição ou a Capa da Invisibilidade), qual escolheria? E por qual motivo?
Quando eu era bem pequena, meu pai contou-me esta história. A história das relíquias da morte, quero dizer. E jovem que eu era, nada compreendi. Posteriormente, relendo o conto dos três irmãos, notei que todos eles eram tolos, até mesmo aquele que se julgava inteligente por ter enganado a morte.
A vida possui um ciclo: nasça, viva, e quando enfim chegar a hora, morra. É algo natural e que deve acontecer para que tudo haja como deve no universo. Se a morte não mais vier para ninguém, a matéria se esgotará. É preciso que todos os minerais e compostos químicos que compõe o corpo humano voltem à natureza para que a matéria se renove e a vida continue.
Sem mais digressões, voltemos à pergunta original.
O que eu quis dizer é que se eu pudesse, não escolheria nenhum dos objetos. O poder concebido pela varinha das varinhas é tolo. Poderes grandiosos demais atraem inimigos e inimigos atraem problemas que por sua vez perturbam a paz e a harmonia.
Não escolheria a varinha, seria eu uma bruxa deveras ambiciosa se o fizesse.
A pedra da ressurreição é uma ilusão, ela não trará seus entes queridos de volta à vida e apenas lhe causará mais sofrimento saudosista.
Sendo assim, ficaria com o menor dos males: a capa da invisibilidade, por motivos de ser um artefato um tanto quanto útil nos momentos que me permito engajar-me em aventuras e explorações em lugares inapropriados e nada convencionais, em busca de nada em específico.

Hipoteticamente, se estivesse sabendo que sua morte se aproximava por via de um sinistro, qual seria suas ações em relação a isto?

Não há dúvidas de que eu colocaria à prova todas as minhas criativas ideias de poções que tem um grande potencial de explosão e destruição, além de destruição em massa e radioatividade. Tentaria propagar ao mundo todas as minhas não-muito-grandes-descobertas e deixar minha marca na humanidade bruxa e trouxa, é claro.

Por que, entre diversos bruxos no mundo, você se destaca?
Certa vez, durante uma discussão isenta de qualquer sentido lógico e ainda mais isenta de um propósito digno, fui em busca do dicionário Oxford da Língua Inglesa para conhecer o significado preciso da palavra “destacar” e eis que encontrei: Fazer com que algo ou alguém se sobressaia em relação aos demais; sobressair-se.
Sendo assim, concluo que meus discursos inflamados e repletos de floreios são em grande parte responsáveis por meu destaque perante a sociedade. Minhas palavras persuasivas conquistam e fazem com que eu me sobressaia. Elas são capazes de qualquer coisa, tenho certeza.
Há, além disso, minha personalidade. Creio que cada pessoa possui em si características únicas que os tornam inigualáveis e, de fato, considero meu modo de ser um ponto a se destacar.

<
avatar
Mensagens : 2
Data de inscrição : 06/03/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
<
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum